Governo diz que redução de R$ 0,46 no diesel para o consumidor ‘não é imediata’
Governo diz que redução de R$ 0,46 no diesel para o consumidor ‘não é imediata’


Em entrevista ao “Jornal da CBN” na manhã desta quarta-feira (6), o ministro Eliseu Padilha (Casa Civil) disse que a redução de R$ 0,46 no preço do litro do diesel para o consumidor “não é imediata”.
Segundo Padilha, a diminuição do valor até esse nível depende de os postos de combustível esgotarem o estoque de diesel comprado antes de 1º de junho, quando a Petrobras ainda não havia reduzido o preço nas refinarias.
Outro fator para se chegar aos R$ 0,46, de acordo com o ministro, é os estados aplicarem a redução do valor do diesel na pauta de tributação (tabela) do ICMS (tributo estadual). Ele afirmou que isso deve acontecer até o dia 15.
O ministro explicou que a redução de R$ 0,46 nas refinarias vai impactar também no valor do ICMS cobrado nos estados. Em consequência, segundo ele, haverá a diminuição de no mínimo R$ 0,46 nas bombas. Padilha afirmou que, em alguns estados, a redução no preço pode até ser maior.
Mesmo assim, segundo Padilha, postos com estoques adquiridos partir de 1º de junho já devem ter desconto de, no mínimo, R$ 0,41 (valor com a pauta antiga do ICMS).
 

Compartilhar Google+


Comentário(s)

Publicidade









 

Siga-nos

Acompanhe o Tribuna Livre nas Redes Sociais!

Notícias Recentes






1