Entidade em Anastácio ganha cara nova com mão de obra prisional
Entidade em Anastácio ganha cara nova com mão de obra prisional

Nas últimas duas semanas, 25 reeducandos do regime semiaberto da Penitenciária “Silvio Yoshihiko Hinohara” de Presidente Bernardes se empenharam em revitalizar o prédio do Lar de Menores “Divina Providência”, em Santo Anastácio, que atende crianças e adolescentes em situações de vulnerabilidade social. O trabalho é fruto do curso profissionalizante de pintor, que leva qualificação aos estabelecimentos prisionais pelo Programa Via Rápida Expresso, e que tem beneficiado diversos órgãos públicos.
A ação promoveu melhorias na parte externa da edificação e no pátio interno, contribuindo assim com a sociedade em geral e, ao mesmo tempo, proporcionando aos sentenciados da Ala de Progressão Penitenciária (APP) mais uma oportunidade de ressocialização, com aprendizado profissional que possa ser colocado em prática quando ganharem a liberdade. 
“Somos uma entidade que, assim como todas as outras, enfrentam dificuldades financeiras e necessitam de parcerias como essa para a manutenção. Por isso, gostaríamos de agradecer a ajuda, pois há tempos precisávamos de uma pintura e, sem os reeducandos, não sabíamos quando isso seria possível”, enfatizou a coordenadora do estabelecimento, Stefânia Ciriaco de Jesus Sanches.
Segundo a coordenadora, o trabalho dos reeducandos contribuirá para um melhor atendimento ao público, além de gerar economia ao estabelecimento, pois tanto a mão de obra quanto os materiais utilizados foram oferecidos gratuitamente por intermédio do Programa Via Rápida Expresso, do Governo do Estado de São Paulo, coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), em parceria com a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP), via Coordenadoria de Reintegração Social e Cidadania.
Entidade
O Lar de Menores “Dr. Arthur Ramos e Silva Júnior” é onde se desenvolve o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) para crianças e adolescentes de 06 a 15 anos – Divina Providência. No local, são atendidos atualmente 85 menores em período contraturno escolar, que participam de atividades diversas como aulas de canto, informática, artesanato, karatê e futebol, desenvolvidas por educadores. A direção é composta por voluntários e os recursos advindos de parceria com a prefeitura e doações de empresas e comunidade em geral. (Com Assessoria)

Compartilhar Google+


Comentário(s)

Publicidade


Busca

Siga-nos

Acompanhe o Tribuna Livre nas Redes Sociais!

Notícias Recentes

Sincomércio recebe pauta para convenção coletiva da categoria


Comissão inclui alfabetização plena e leitura como objetivos da educação básica


Cármen Lúcia suspende novas regras de cobrança dos planos de saúde


Candidatos com mandato terão prioridade na distribuição do fundo eleitoral, dizem partidos


Ministério do Trabalho é invadido e tem salas reviradas


1