Mandante do crime contra advogado de Presidente Venceslau é preso em São Bernardo do Campo
Mandante do crime contra advogado de Presidente Venceslau é preso em São Bernardo do Campo


Uma ação rápida da Polícia Civil de Presidente Venceslau culminou com a prisão do suspeito de ser o mandante do assassinato do advogado Nilson Aparecido Carreira Mônico. Logo pela manhã desta segunda-feira, 18, policiais civis estiveram no apartamento do empresário Luiz Henrique Almeida Reis, 45 anos, em São Bernardo do Campo, para prendê-lo.
De acordo com a polícia, o empresário confessou o crime, mas disse que só pretendia “dar um susto no advogado” e não mata-lo.
A motivação do crime, de acordo com a polícia, está relacionada a uma ação que o empresário perdeu na justiça que tinha Nilson com advogado da parte contrária. Nilson atuava na defesa da família de um homem que morreu vítima de um acidente de trânsito. O motorista que provocou o acidente dirigia alcoolizado e trabalhava para a transportadora do empresário.
Este fato gerou uma ação na justiça movida pela viúva da vítima, que pedia indenização por danos morais. A ação transcorria desde 2006 até a decisão favorável à família da vítima. O empresário foi condenando a pagar a indenização. Nilson conseguiu que fosse penhorado um dos imóveis do empresário, em Guarujá, avaliado em mais de R$ 1,5 milhão, valor da ação, conforme relato da polícia.
Inconformado com a decisão desfavorável, o empresário decidiu se vingar do advogado e contratou o ex-policial Wagner Oliveira de Andrade Silva, de 32 anos, para execução do crime. O empresário e o ex-policial se dirigiram até Presidente Venceslau, na última quarta-feira, para executar o plano de vingança. O ex-policial foi até o escritório de Nilson, amordaçou a vítima e mais duas pessoas que estavam na sala e executou o advogado com três tiros, dois na região do tórax e um no rosto.  
O carro utilizado no crime, um veículo Fiat Strada, prata, com placas de São Paulo, foi apreendido e passou por perícia. De acordo com a polícia, o carro não pertencia ao empresário e foi utilizado para dissimular à polícia. O carro seria de uma oficina mecânica.
Para elucidar o caso, logo após o crime, a polícia analisou seis volumes do processo que vinha se arrastando há 12 anos. Na ação indenizatória, a Polícia Civil frisou e enfatizou que Nilson agiu de forma ética e profissional, dentro dos parâmetros processuais.
Além da prisão do empresário, equipes da Polícia Civil de Presidente Venceslau e do ABC Paulista cumpriram mandados de busca e apreensão em imóveis em São Bernardo do Campo, Santo André, São José dos Campos e Jacareí.
As buscas foram feitas nas empresas e endereços de familiares do empresário. Foram apreendidas armas e 1 simulacro de arma, além de celulares, documentos e munições.
O empresário atua no ramo de transportadoras, mas também tem negócios com empresas de caçambas e terraplanagem, segundo a polícia.

Compartilhar Google+


Comentário(s)

Publicidade









 

Siga-nos

Acompanhe o Tribuna Livre nas Redes Sociais!

Notícias Recentes

'ESPELHO DA VIDA'


'O TEMPO NÃO PARA'





1