Mandante do crime contra advogado de Presidente Venceslau é preso em São Bernardo do Campo
Mandante do crime contra advogado de Presidente Venceslau é preso em São Bernardo do Campo


Uma ação rápida da Polícia Civil de Presidente Venceslau culminou com a prisão do suspeito de ser o mandante do assassinato do advogado Nilson Aparecido Carreira Mônico. Logo pela manhã desta segunda-feira, 18, policiais civis estiveram no apartamento do empresário Luiz Henrique Almeida Reis, 45 anos, em São Bernardo do Campo, para prendê-lo.
De acordo com a polícia, o empresário confessou o crime, mas disse que só pretendia “dar um susto no advogado” e não mata-lo.
A motivação do crime, de acordo com a polícia, está relacionada a uma ação que o empresário perdeu na justiça que tinha Nilson com advogado da parte contrária. Nilson atuava na defesa da família de um homem que morreu vítima de um acidente de trânsito. O motorista que provocou o acidente dirigia alcoolizado e trabalhava para a transportadora do empresário.
Este fato gerou uma ação na justiça movida pela viúva da vítima, que pedia indenização por danos morais. A ação transcorria desde 2006 até a decisão favorável à família da vítima. O empresário foi condenando a pagar a indenização. Nilson conseguiu que fosse penhorado um dos imóveis do empresário, em Guarujá, avaliado em mais de R$ 1,5 milhão, valor da ação, conforme relato da polícia.
Inconformado com a decisão desfavorável, o empresário decidiu se vingar do advogado e contratou o ex-policial Wagner Oliveira de Andrade Silva, de 32 anos, para execução do crime. O empresário e o ex-policial se dirigiram até Presidente Venceslau, na última quarta-feira, para executar o plano de vingança. O ex-policial foi até o escritório de Nilson, amordaçou a vítima e mais duas pessoas que estavam na sala e executou o advogado com três tiros, dois na região do tórax e um no rosto.  
O carro utilizado no crime, um veículo Fiat Strada, prata, com placas de São Paulo, foi apreendido e passou por perícia. De acordo com a polícia, o carro não pertencia ao empresário e foi utilizado para dissimular à polícia. O carro seria de uma oficina mecânica.
Para elucidar o caso, logo após o crime, a polícia analisou seis volumes do processo que vinha se arrastando há 12 anos. Na ação indenizatória, a Polícia Civil frisou e enfatizou que Nilson agiu de forma ética e profissional, dentro dos parâmetros processuais.
Além da prisão do empresário, equipes da Polícia Civil de Presidente Venceslau e do ABC Paulista cumpriram mandados de busca e apreensão em imóveis em São Bernardo do Campo, Santo André, São José dos Campos e Jacareí.
As buscas foram feitas nas empresas e endereços de familiares do empresário. Foram apreendidas armas e 1 simulacro de arma, além de celulares, documentos e munições.
O empresário atua no ramo de transportadoras, mas também tem negócios com empresas de caçambas e terraplanagem, segundo a polícia.

Compartilhar Google+


Comentário(s)

Publicidade


Busca

Siga-nos

Acompanhe o Tribuna Livre nas Redes Sociais!

Notícias Recentes

Carta interceptada na P2 de Pres. Venceslau revela contrato para matar detentos


Presidente Prudente firma parceria com entidade para 55ª Exposição de Animais


Instituição de ensino superior da região aprova mais de 80% em Exame da OAB


Suplementos alimentares ganham regulamentação inédita da Anvisa


Pacientes do Sistema Único de Saúde vão receber notificações de consulta pelo celular


1