Clóvis Moré cita ‘lembrança eterna’ da Rádio Presidente Venceslau
Clóvis Moré cita ‘lembrança eterna’ da Rádio Presidente Venceslau

Em seu blog, o jornalista Clóvis Moré escreveu sobre a Rádio Presidente Venceslau, que migrou dias atrás de estação AM para FM.
No dia em que a emissora oficialmente fez a migração, a direção da rádio convidou profissionais que marcaram história nas ondas do rádio venceslauense, entre eles, o próprio Clóvis Moré.
Em seu texto no blog, Clovis destaca o dia “18 de novembro de 1946, data histórica em que a  ZYH-7 – Rádio Presidente Venceslau Ltda, por iniciativa de Carlos Platazek e Helio Cirino, iniciava as atividades radiofônicas no oeste paulista”.
Veja abaixo o relato feito pelo jornalista em seu blog: 
“Ao emitir as ondas sonoras em Ondas Médias, que chegavam a todos os locais do planeta, a nova rádio levava também o nome de Presidente Venceslau.  Na região somente  Presidente Prudente tinha emissora, que era de um grupo estadual.
Autêntica, da terra, nascida da iniciativa e idealismo de um grupo liderado por Carlos Platzeck, Presidente Venceslau, como sempre, foi pioneiro no setor de radiodifusão.
Uma gloriosa vitória da comunidade, que sintonizava no ‘dial’’ a  ‘ZYH-7 – A Gigante do Oeste Paulista’.
Não precisamos dizer a satisfação e orgulho que tomou conta da nossa gente, que a partir daquele dia, passava a ter a sua ‘VOZ’, para contar suas histórias, divulgar suas notícias e emitir a opinião  de autoridades e dos jornalistas que ocupavam seus microfones.
Nasci em 1º de maio de 1947 e, desde pequenino, acalentava falar na rádio.
Consegui ser funcionário a partir de 1960 pelas mãos do meu pai Nico Moré, que tocava violino nos programas de auditório, e com a boa vontade do Altino Correia, que me colocou no alto falante ‘Stelio Machado Loureiro’, da antiga rodoviária, onde fica hoje a Prefeitura, dando início a minha trajetória de vida, da qual muito agradeço.
O restante guardo na lembrança dos 38 anos que fui de tudo na emissora, até chegar a gerência por exatos 28 anos.
A minha historia é muito pequena diante da grandeza da Rádio e o muito que ela representou para Presidente Venceslau.
Uma voz é a portadora de tudo que acontece na comunidade.
A ZYH-7, com todos os profissionais que ali passaram, cumpriu sua  missão com inestimáveis serviços prestados à população.
Nos prédios ocupados, nos gravadores, toca-discos, microfones, radio-escuta, transmissões externas, brilharam mãos e vozes que fazem parte das famílias das comunidades do oeste paulista, eis que, pela Rádio Presidente Venceslau, também passaram jovens de cidades vizinhas que almejavam fazer parte do seu ‘cast artístico’.                     
Não houve, não há e nunca haverá em pequenos municípios, equipes de jornalismo como ‘Os Vibrantes da Notícia’, que informavam todos os fatos ocorridos no mundo, com notícias  da Voz da América - EUA e BBC de Londres, Inglaterra.
O departamento de jornalismo editava de hora em hora os Informativos  e, diariamente, às 11h30, ‘O Radio Jornal H7’,  depois ‘K-502’ , com noticias internacionais, nacionais, regionais e locais.
Era o guia informativo regional no oeste paulista.
Também, com profissionalismo, havia a equipe de esportes, que apresentava programa diário das 11h às 11h15, e transmitia tudo que era esporte, desde corridas até partidas de beisebol jogadas em São Paulo, nas quais Presidente Venceslau - ‘O Fenômeno’, foi tri-campeão brasileiro com a gloriosa AREA. 
Lembro desta época, com orgulho inaudito, com honra e amor à profissão de radialista e jornalista que foi a razão de  minha vida e hoje habita com saudade  o meu ser.
 Foram dias felizes, maravilhosos, que ao final de cada jornada sentíamos o prazer do dever cumprido e a satisfação de ter feito o que gostava, o que é realmente uma dádiva de Deus.
Por um capricho do destino, pela  bondade de Marcelo Rocha, fui o ultimo locutor a anunciar o prefixo da Rádio.
Poderia, saudosisticamente, dizer que foi uma voz que se calou....
Mas, não - prefiro - foi uma voz que calou fundo nos corações venceslauenses, enquanto foi propagada, defendendo o município, praticando a democracia e, antes de tudo, dita com amor e respeito a todos e a Deus, nosso Pai Eterno.
Mas, tudo bem o tempo passa, o progresso chega e a vida segue.
Dia 24 de outubro, a apenas 4 dias do dia de São Judas Tadeu, a Rádio Presidente Venceslau Ltda. calou sua voz em AM, encerrando um ciclo de 72 anos na história de nossa cidade.
Para todos que por ali passaram neste período restará a imensa saudade de ter um dia trabalhado em uma das melhores emissoras do país, excelência de qualidade e patriotismo até a sua  ultima emissão sonora.
Obrigado Rádio  AM. Presidente Venceslau agradece, temos a certeza.”

Compartilhar Google+


Comentário(s)

Publicidade









 

Siga-nos

Acompanhe o Tribuna Livre nas Redes Sociais!

Notícias Recentes

'ESPELHO DA VIDA'


'O TEMPO NÃO PARA'





1