Outubro Rosa: entenda os mitos e as verdades sobre o câncer de mama
Outubro Rosa: entenda os mitos e  as verdades sobre o câncer de mama

 

De acordo com Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp), maior centro público de oncologia da América Latina, os mitos sobre o câncer de mama ainda são muitos. Entre as dúvidas dos pacientes e familiares estão questionamentos se a prótese de silicone pode causar câncer e se o uso de desodorante aerosol pode aumentar o risco de tumor.
Um alerta que o mastologista José Roberto Filassi faz é sobre a busca por informações na internet. “Existe uma série de informações que circulam sobre o tema e que não estão fundamentadas em estudos científicos. Portanto, não correspondem à realidade. Conversar com seu médico é sempre o melhor caminho para esclarecer todas as dúvidas sobre este assunto.”
Confira na lista abaixo as crenças populares que não passam de mitos:
O câncer é sempre hereditário:
- Apenas 10% dos tumores têm esta correlação. É importante, portanto, estar sempre atento ao próprio corpo: nódulos e feridas que persistem por muito tempo, e não existiam antes, podem indicar algum problema de saúde. Nesse caso, a visita ao médico não deve ser adiada.
O autoexame substitui a mamografia:
- O autoexame ou mesmo o exame clínico, feito por um especialista, não são suficientes para o diagnóstico de câncer. A recomendação é realizar a mamografia regularmente, de acordo com a indicação de seu médico.
Uso de desodorante aerosol facilita o desenvolvimento de tumores:
- A axila não tem células mamárias, portanto o uso de qualquer tipo de desodorante não afeta as mamas.
Prótese de silicone pode dificultar o diagnóstico:
- Não há consenso científico quanto às limitações dos exames de imagem em pacientes que possuem próteses de silicone nas mamas. Tampouco, há pesquisas que relacionem a cirurgia para aumento dos seios com o aparecimento de tumores.
Lingerie apertada aumenta as chances de câncer de mama:
- O tipo de sutiã – independente do tecido ou modelo – não favorece o desenvolvimento do câncer de mama.
A pílula anticoncepcional provoca câncer:
- Não existem estudos que permitam a associação entre o uso de pílula anticoncepcional e aumento da incidência de câncer.
Quando o câncer aparece novamente, a doença não tem mais cura:
- Cada paciente é único e responde de uma maneira aos diferentes tipos de tratamento disponíveis, por isso não é possível afirmar que todos os casos vão evoluir da mesma maneira.
(Com SP Notícias)

Compartilhar Google+

0 Comentário(s)

Deixe seu Comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados são obrigatórios*
Publicidade

Busca

Siga-nos

Acompanhe o Tribuna Livre nas Redes Sociais!

Notícias Recentes






1