Polícia Civil de Venceslau indicia eletricista por feminicídio
Polícia Civil de Venceslau indicia eletricista por feminicídio

 

A Polícia Civil encaminhou nesta terça-feira, 12, para o Fórum de Presidente Venceslau o inquérito sobre a investigação da morte de uma mulher de 33 anos atropelada na madrugada do dia 6 de novembro, no Jardim Santa Filomena, e indiciou por homicídio doloso qualificado, na figura do feminicídio, um eletricista de 48 anos, ex-companheiro da própria vítima.
Inicialmente, o eletricista fugiu logo após o atropelamento e afirmou que tudo não havia passado de um acidente de trânsito.
No entanto, ele acabou detido no dia 9 de novembro por mandado de prisão temporária pelo prazo de 30 dias. A prisão inicial venceu no dia 8 de dezembro, quando a Justiça prorrogou o prazo por mais 10 dias, a pedido da Polícia Civil.
O prazo da prisão agora vence no dia 18 de dezembro, mas a Polícia Civil já pediu à Justiça a decretação da prisão preventiva do eletricista, com a conclusão do inquérito que o indiciou por feminicídio. O pedido ainda segue sob análise do Poder Judiciário.
Segundo o delegado Everson Aparecido Contelli, coordenador da Central de Polícia Judiciária (CPJ) de Presidente Venceslau, a reconstituição do caso realizada no dia 6 de dezembro produziu informações que levaram à conclusão de que a dinâmica dos fatos é incompatível com a versão apresentada pelo eletricista. (Com G1)

Compartilhar Google+


Comentário(s)

Publicidade









 

Siga-nos

Acompanhe o Tribuna Livre nas Redes Sociais!

Notícias Recentes






1