Presidente Venceslau tem o terceiro maior orçamento na região de Prudente
Presidente Venceslau tem o terceiro maior orçamento na região de Prudente

 

Levantamento feito pelo jornal O Imparcial e publicado ontem aponta que Presidente Venceslau tem a terceira maior previsão orçamentária entre 21 municípios pesquisados na região de Prudente.
Como não poderia ser diferente, Presidente Prudente apresenta o maior orçamento para 2018, totalizando pouco mais de R$ 696,5 milhões.
Em seguida aparece o município de Dracena, que tem previsão orçamentária de R$ 125 milhões.
Presidente Venceslau aparece em terceiro lugar, cuja previsão orçamentária para 2018 totaliza R$ 112,1 milhões. Deste montante, R$ 34,7 milhões serão destinados para a Saúde e R$ 29,1 milhões para a Educação.
Presidente Epitácio aparece em seguida, com previsão orçamentária de pouco mais de R$ 99,9 milhões, sendo que R$ 26,1 milhão serão destinados à Saúde e R$ 27 milhões para a Educação.
Nas 21 cidades da região pesquisadas pelo jornal, os poderes Executivos somam R$ 1.772.971.676,29 equivalentes ao valor orçamentário previsto para este ano. Os cálculos são feitos e acordados com base na LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias), que precisou ser aprovada pela Câmara Municipal de cada unidade.
Dentre os valores, como levantado pela reportagem, 55,56% deste montante serão destinados à Saúde e a Educação. Aliás, se analisarmos a lei, o repasse para essas áreas, respectivamente, devem ser no mínimo de 15% e 25%. No entanto, na maioria dos casos, a Saúde quase se equipara à Educação e ainda existe caso em que supera, como em Presidente Venceslau. 
Nos casos em que o valor de repasse à Saúde foi maior do que o esperado, quem está à frente do Executivo garante que a causa principal é por conta das demandas que aparecem ao longo dos anos e não podem ser postergadas. Em Rancharia, que é um exemplo disso, o prefeito Alberto Cesar Centeio de Araujo, Iéia (PSDB), explica que “os casos relacionados à área, principalmente por decisões judiciais, é necessário atender de prontidão”. Assim como em Ribeirão dos Índios, onde o chefe do Executivo José Amauri Lenzoni (PSDB) lembra que a Educação é prioridade, mas ao longo da gestão vai se adequando conforme a necessidade.
E se na necessidade pode gerar dificuldade, para este ano, existe Prefeitura que fez o cálculo com base no mesmo de 2016 - previsto para 2017 -, como em Regente Feijó. Marco Antônio Pereira da Rocha (PSDB), que é prefeito da cidade, conta que está trabalhando em conformidade com a ideia de crise econômica. “Apesar de o governo anunciar uma recuperação, na prática isso não é percebido”, completa.
E diante deste cenário, o que resta é cortar gastos onde é possível, exceto na Saúde, que foi vista realmente como uma prioridade além do normal, por parte do governo de Martinópolis, conforme o prefeito Cristiano Macedo Engel (PV). Para ele, que relata ter passado por um ano ruim no que tange a arrecadação municipal em 2017, outro ponto que deve ser investido por ele, em 2018, é o recape asfáltico, pois tem percebido a necessidade de melhorias na malha viária. 
(Com O Imparcial) 
 

Compartilhar Google+


Comentário(s)

Publicidade


Busca

Siga-nos

Acompanhe o Tribuna Livre nas Redes Sociais!

Notícias Recentes

Receita do dia: Torta Alemã


Mandante do crime contra advogado de Presidente Venceslau é preso em São Bernardo do Campo


Em coletiva à imprensa, Polícia Civil e OAB dão detalhes da prisão de empresário


14ª Mostra de Teatro de PP divulga programação com mais de 15 atrações em Pres. Prudente


Governador Márcio França anuncia compensação financeira para municípios com presídios


1
Fatal error: Cannot redeclare __autoload() (previously declared in /var/www/html/tribunalivrepv.com.br/web/_app/Config.inc.php:9) in /var/www/html/tribunalivrepv.com.br/web/_app/Config.inc.php on line 9