Alckmim propõe reajuste salarial de 3,5% para os servidores públicos
Alckmim propõe reajuste salarial de 3,5% para os servidores públicos


O piso salarial dos servidores públicos do Estado vai ser reajustado em 3,5% a partir de 1º de fevereiro, de acordo com proposta do Executivo, anunciada nesta quinta-feira (4) pelo governador Geraldo Alckmin. Professores e servidores da área da segurança pública terão reajustes diferenciados de 7% e 4%, respectivamente.
“O Governo do Estado de São Paulo tem a marca da responsabilidade fiscal. Por isso, fizemos um grande esforço no sentido de reduzir despesas e custeio. Devolvemos prédios, diminuímos aluguéis e frota de carros, extinguimos fundações e vendemos aeronaves. Assim, fazemos justiça aos nossos servidores e concretizamos o reajuste”, disse Alckmin, após assinar o Projeto de Lei, que será encaminhado para aprovação da Assembleia Legislativa.
“Todos os funcionários da administração direta e autárquica, ativos, aposentados e pensionistas, terão o aumento a partir do dia 1º de fevereiro. Ninguém ficará de fora. São Paulo está com as contas em dia. O Estado paga rigorosamente os salários, sem atrasos. Antecipamos o pagamento do 13º salário e, agora, anunciamos a recomposição salarial dentro dos limites da Lei de Responsabilidade Fiscal”, disse Alckmin.
O reajuste beneficia todos os 1,01 milhão de servidores públicos do Estado, incluindo aposentados e pensionistas. O Projeto de Lei também estabelece o mesmo percentual de 3,5% para o piso salarial dos servidores da administração direta e autárquica do Estado, além de um decreto que autoriza o aumento de 50% no valor do auxílio alimentação dos servidores públicos que ganham até R$ 3.543,87.
Com o aumento, o benefício passa de R$ 8 para R$ 12. O texto do PL também amplia a faixa de servidores que recebe o auxílio estende-o para os que recebem salário de até R$ 3.777,90.
A justificativa para o reajuste foi o de melhora na arrecadação do Estado, que teve uma pequena alta de 0,3% no segundo semestre de 2017 em comparação com o ano anterior. Os estudos foram coordenados por técnicos da Secretaria de Planejamento e Gestão.

Compartilhar Google+


Comentário(s)

Publicidade


Busca

Siga-nos

Acompanhe o Tribuna Livre nas Redes Sociais!

Notícias Recentes

TRIBUNAL DO CRIME


SAP adquire mais de duas mil novas armas para agentes


Incêndio consome 300 ha da reserva florestal do Córrego do Veado


ANS está ‘contaminada pelos interesses do mercado’, afirma IDEC


Relatório denuncia contaminação de comunidades rurais por agrotóxicos


1