Ana Maria Braga relata assédio moral e sexual: ‘Mas fui guerreira e venci’
Ana Maria Braga relata assédio moral e sexual: ‘Mas fui guerreira e venci’

Com mais de 40 anos de carreira, Ana Maria Braga revela que sofreu por ser mulher no começo da trajetória, assim como Anitta no meio musical. Em entrevista, a apresentadora relata que sofreu assédio no início: “Quando comecei lá na TV Tupi (em 1977, aos 28 anos), sofri preconceito, sim. Era uma TV totalmente diferente desta com os executivos de hoje. Naquela época, a maioria das mulheres que trabalhava em TV era considerada presa fácil. Era um meio mais liberto do que a sociedade normal, por haver artistas, cantores... Para você galgar algumas posições dentro da hierarquia do lugar onde se trabalhava... Eu recebi muitas propostas, não foi diferente à regra”.
Ana Maria diz que as histórias do passado seviram como motor para o crescimento pessoal: “Você chora bastante sozinha, e tem duas opções: ou atende a isso e vira amante do infeliz, o que não vai ter um caminhar muito bom, porque aquilo acaba; ou realmente briga para achar um caminho de verdade. Sofri assédio moral e sexual em várias situações, mas fui guerreira e superei todas e venci”. Atualmente, a âncora do “Mais Você” é embaixadora do Programa Bem Querer Mulher, que luta pelo fim da violência contra mulheres, e chamou atenção ao surgir com olho roxo em uma campanha.

Compartilhar Google+


Comentário(s)

Publicidade









 

Siga-nos

Acompanhe o Tribuna Livre nas Redes Sociais!

Notícias Recentes






1