Faustão, no começo do seu programa, criticou a atual situação política do Brasil.
Faustão, no começo do seu programa, criticou a atual situação política do Brasil.

Aproveitando o desabafo de Faustão, Fernanda Torres também falou: “Sou carioca e fiquei emocionadíssima de tocar essa música hoje aqui. Estamos vivendo no Rio uma situação inacreditável de intervenção no Rio, a faixa de gaza no Brasil, e se a gente não resolver”, disse ela.
“Isso já está acontecendo em outros lugares do Brasil, não é exclusividade do Rio de Janeiro. Realmente a situação é pior lá, mas como o poder público é incompetente e corrupto, ele não passa ao público, não sabe comunicar, nem mesmo essa Reforma da Previdência, que é necessária, eles são tão imbecis que não sabem comunicar”, falou Faustão.
“Nesse caso fica passando que é só no Rio, não é não. Vai no interior de São Paulo, em Fortaleza, no Nordeste, a situação é geral. O país está ao Deus dará há muito tempo. Por isso tem que ter essa consciência. Essa música é de 1995, desde essa época todo mundo clamando felicidade”, disse ele, se referindo a música de final de ano da TV Globo.
“Por isso eu encho o saco de falar, eu não canto mais essa p*** de “hoje é um novo dia”. Aqui na Globo eu não canto mais, não é novo dia p*** nenhuma. O dia que tiver, eu volto aqui. Não tenho cara de pau para cantar isso”, continuou o apresentador.
Para finalizar ele disse: “Hoje é o grito do desespero, de uma sociedade que não conta com poder público. O Brasil é o único lugar que o governo não faz nada por você, ele rouba você. Tem que mudar”.
 

Compartilhar Google+


Comentário(s)

Publicidade


Busca

Siga-nos

Acompanhe o Tribuna Livre nas Redes Sociais!

Notícias Recentes

Receita do dia: Pudim de Caramelo


Vendas de Dia dos Pais têm melhor desempenho em 6 anos, diz Serasa


Acidente na SP-425 mata pai e filha; mãe segue internada em PP


Procura por cursos técnicos sobe até 35% na região de PP


Professor de PV ministra palestra sobre Educação no IF de Epitácio


1