Michel Temer ignora prisão de amigos e diz que ser presidente é ‘dificílimo’
Michel Temer ignora prisão de amigos e diz que ser presidente é ‘dificílimo’


O presidente Michel Temer (MDB) esteve em Vitória, no Espírito Santo, para inaugurar o aeroporto de Vitória. Durante o discurso, o presidente não fez nenhuma menção às prisões de pessoas ligadas a ele que aconteceram nesta quinta-feira (29) – ver matéria sobre as prisões na pagina 08 desta edição.
O presidente disse que ocupar este cargo é “um trabalho dificílimo” e que fica sujeito a “bombardeios a todo momento”. 
“A presidência é um trabalho dificílimo, uma coisa que você fica sujeito a bombardeios a todo momento. Mas eu tenho essa felicidade, de ter chegado aqui. Não estou falando de um governo de 4 anos, 8 anos, eu estou falando de um governo que não completou 2 anos. Tem 1 anos e 11 meses”, afirmou.
Temer citou a reforma do ensino médio, a trabalhista e a queda da taxa de juros como vitórias do governo. Ele afirma que “diálogo” é a palavra que define seu mandato.  “Isso tudo foi fruto de uma palavra fundamental que estabelecemos no nosso governo, que foi a palavra diálogo”, disse ele. 
Marum
O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, disse nesta quinta-feira, 29, que as prisões feitas na Operação Skala, da Polícia Federal, não enfraquecem o governo e defendeu o Decreto dos Portos.
Questionado se as prisões de pessoas ligadas ao presidente Michel Temer enfraquecem o governo, Marun negou e reafirmou a certeza de que o presidente não tem relação com concessão de nenhum benefício à Rodrimar, empresa investigada por suposto favorecimento pelo decreto.
“A prisão de dois amigos do presidente é uma situação em relação a qual nós ainda não temos um conhecimento específico dos motivos que levaram a ela”, disse. E completou: “Quero antes de mais nada ter conhecimento dos motivos [das prisões] e tenho a certeza de que se isso não for tratado com parcialidade, com sensacionalismo, não enfraquece o governo porque o presidente Temer nada tem a ver com isso. O decreto não beneficia a Rodrimar”, disse o ministro. (Com Agências)
 

Compartilhar Google+


Comentário(s)

Publicidade









 

Siga-nos

Acompanhe o Tribuna Livre nas Redes Sociais!

Notícias Recentes






1