Lula relata à ONU novas ‘violações’ cometidas pelo juiz Sérgio Moro


Os advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva enviaram à ONU (Organização das Nações Unidas) um documento no qual atualizam as “violações” cometidas pelo juiz federal Sérgio Moro nos processos contra o petista.
A defesa de Lula questiona a presença do juiz responsável pelas investigações da Operação Lava Jato em primeira instância no lançamento do filme “Polícia Federal - A Lei é Para Todos”.
De acordo com os advogados do ex-presidente, o roteiro do longa-metragem apresenta o petista como culpado “sem que exista qualquer decisão definitiva contra ele”.
A advogada Valeska Teixeira Martins destaca ainda que a sentença que condenou o ex-presidente a nove anos e seis meses de prisão no caso do triplex “equivale a uma profecia que se cumpre pelo Moro juiz da investigação”.
Também integrante da defesa de Lula, Geoffrey Robertson afirma que o petista “deveria ter sido julgado por um juiz imparcial”. Ele avalia o modo de atuar do juiz Moro como “inconcebível”.
O documento, endereçado ao Alto Comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos da ONU, foi protocolado em Genebra, na Suíça, e ressalta ainda que a condenação de Moro “contém violações grosseiras de Direitos Humanos”.


Publicidade

Busca

Siga-nos

Acompanhe o Tribuna Livre nas Redes Sociais!

Notícias Recentes






1