Lula relata à ONU novas ‘violações’ cometidas pelo juiz Sérgio Moro


Os advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva enviaram à ONU (Organização das Nações Unidas) um documento no qual atualizam as “violações” cometidas pelo juiz federal Sérgio Moro nos processos contra o petista.
A defesa de Lula questiona a presença do juiz responsável pelas investigações da Operação Lava Jato em primeira instância no lançamento do filme “Polícia Federal - A Lei é Para Todos”.
De acordo com os advogados do ex-presidente, o roteiro do longa-metragem apresenta o petista como culpado “sem que exista qualquer decisão definitiva contra ele”.
A advogada Valeska Teixeira Martins destaca ainda que a sentença que condenou o ex-presidente a nove anos e seis meses de prisão no caso do triplex “equivale a uma profecia que se cumpre pelo Moro juiz da investigação”.
Também integrante da defesa de Lula, Geoffrey Robertson afirma que o petista “deveria ter sido julgado por um juiz imparcial”. Ele avalia o modo de atuar do juiz Moro como “inconcebível”.
O documento, endereçado ao Alto Comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos da ONU, foi protocolado em Genebra, na Suíça, e ressalta ainda que a condenação de Moro “contém violações grosseiras de Direitos Humanos”.


Publicidade


Busca

Siga-nos

Acompanhe o Tribuna Livre nas Redes Sociais!

Notícias Recentes

Perda de prazo leva TJ a bloquear contas da Prefeitura de Presidente Venceslau


Comércio varejista da região cria 25 postos de trabalho em abril


Mullher tenta entrar em presídio com anotações na calça


Moradores se queixam de vazamento de caixa d’água


Casos de sarampo e pólio aumentaram em todo o mundo, diz relatório da OMS


1