IBGE revisa PIB de 2015 para queda menor, de 3,5%


O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revisou a queda do Produto Interno Bruto (PIB) de 2015, que chegou a R$ 5,996 trilhões. O recuo ficou menor do que havia sido divulgado na época, de 3,8%, passou para 3,5%.
Apesar da revisão, o IBGE afirma que o resultado daquele ano continua sendo o menor da série.
“O principal motivo dessa variação foi que nós fizemos uma revisão dos dados da indústria. A queda dela foi um pouco menor do que havia sido divulgado inicialmente”, destacou Cristiano Martins, gerente de Contas Nacionais do IBGE.
As duas únicas atividades que tiveram alteração ao serem revisadas foram indústria, que teve queda de 5,8% - abaixo da queda de 6,3% divulgada antes, e a agropecuária, cujo crescimento real foi de 3,3%, e não de 3,6%.
“Dentro da indústria, com exceção da construção, foram revisadas para cima todas as atividades”, destacou Martins. Segundo ele, o cálculo do pessoal ocupado na construção civil inviabilizou um melhor resultado para este segmento industrial.
“Esse resultado de 2015 mantém uma tendência que já vinha sendo observada desde o segundo semestre de 2014, que é uma redução de todas as taxas de composição do PIB”, destacou Cristiano Martins, gerente de Contas Nacionais.
Já o PIB per capita ficou em R$ 29.324, acima dos R$ 28.876 apresentados em 2015. O valor é 4,3% menor do que o registrado em 2014. De acordo com o IBGE, essa foi a maior queda desse indicador na série com início em 1996.
A queda do consumo das famílias, que representa 62,5% do PIB e sustentou o crescimento da economia durante anos, foi revisada de 4% para 3,2%.
A taxa de investimento também passou por uma revisão: de 18,2% para 17,8%. Segundo o IBGE, na análise sobre o setor externo, as exportações cresceram mais após a revisão, de 6,1% para 6,8%. Já a queda das importações ficou praticamente igual: de 14,3% para 14,2% - a maior baixa desde 1999 (-15,1%). (Com G1)


Publicidade

Busca

Siga-nos

Acompanhe o Tribuna Livre nas Redes Sociais!

Notícias Recentes






1