Motorista que atropelou ex-mulher diz à polícia que não teve intenção de matar


Anteontem, Sílvio Sarti, 48 anos, suspeito de ter matado atropelada a ex-mulher (Ana Paula), de 33 anos, na madrugada da segunda-feira (6), apresentou-se à Polícia Civil, em Presidente Venceslau. Ele compareceu à delegacia acompanhado de um advogado e, segundo a polícia, alegou que não teve a intenção de matar a ex-companheira, mas que houve um acidente.
Ainda de acordo com a polícia, ele ficará 30 dias em prisão temporária na Cadeia de Presidente Venceslau. O caso, que inicialmente foi registrado como homicídio culposo, agora está sendo tratado como homicídio qualificado – feminicídio.
A vítima morreu após ser atropelada por um veículo na madrugada, no Jardim Santa Filomena, em Presidente Venceslau. De acordo com a Polícia Civil, o motorista fugiu do local.
O Corpo de Bombeiros foi acionado, encontrou a vítima caída sozinha no chão e a encaminhou para a Santa Casa da cidade, mas ela não resistiu aos ferimentos. (Com G1)


Publicidade


Busca

Siga-nos

Acompanhe o Tribuna Livre nas Redes Sociais!

Notícias Recentes

Perda de prazo leva TJ a bloquear contas da Prefeitura de Presidente Venceslau


Comércio varejista da região cria 25 postos de trabalho em abril


Mullher tenta entrar em presídio com anotações na calça


Moradores se queixam de vazamento de caixa d’água


Casos de sarampo e pólio aumentaram em todo o mundo, diz relatório da OMS


1