Motorista que atropelou ex-mulher diz à polícia que não teve intenção de matar


Anteontem, Sílvio Sarti, 48 anos, suspeito de ter matado atropelada a ex-mulher (Ana Paula), de 33 anos, na madrugada da segunda-feira (6), apresentou-se à Polícia Civil, em Presidente Venceslau. Ele compareceu à delegacia acompanhado de um advogado e, segundo a polícia, alegou que não teve a intenção de matar a ex-companheira, mas que houve um acidente.
Ainda de acordo com a polícia, ele ficará 30 dias em prisão temporária na Cadeia de Presidente Venceslau. O caso, que inicialmente foi registrado como homicídio culposo, agora está sendo tratado como homicídio qualificado – feminicídio.
A vítima morreu após ser atropelada por um veículo na madrugada, no Jardim Santa Filomena, em Presidente Venceslau. De acordo com a Polícia Civil, o motorista fugiu do local.
O Corpo de Bombeiros foi acionado, encontrou a vítima caída sozinha no chão e a encaminhou para a Santa Casa da cidade, mas ela não resistiu aos ferimentos. (Com G1)


Publicidade

Busca

Siga-nos

Acompanhe o Tribuna Livre nas Redes Sociais!

Notícias Recentes






1