PT lança campanha de alerta para riscos à democracia e contra prisão de Lula


 A partir desta semana, o PT lança campanha, com material impresso e pelas redes sociais, de esclarecimento ao povo brasileiro sobre os motivos da perseguição ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ameaçado de ser preso, após julgamento dos últimos recursos no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4).
Em vídeo, a presidenta do PT, a senadora paranaense Gleisi Hoffmann, lembra que “a condenação do ex-presidente se dá sem que as investigações apontassem uma única prova de sua culpa pelas acusações e afirma que a perseguição a Lula faz parte do atual cerco à democracia e aos direitos dos trabalhadores promovido desde a concretização do golpe que levou Michel Temer ao poder. Vivemos tempos sombrios no Brasil. Não temos normalidade democrática, política e institucional.”
Além da falta da provas apontadas por especialistas, na decisão do TRF4 que endossou condenação do juiz Sérgio Moro, Gleisi cita que o cumprimento de pena após condenação em segunda instância divide a comunidade jurídica. “Até mesmo ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) defendem a necessidade de rever decisão tomada em 2016, que autoriza – mas não obriga – a execução da pena de prisão, após decisão confirmada em órgão colegiado”. 
Gleisi diz que Constituição brasileira é clara, e só autoriza a prisão de qualquer pessoa após o “trânsito em julgado” de sentença condenatória – quando a última instância da Justiça dá o seu veredicto sobre um determinado processo. “O último tribunal é o Supremo Tribunal Federal”, ressalta Gleisi.
Segundo a senadora, é “absurdo” quererem prender Lula. “Lula representa tudo de conquista que esse povo teve nos últimos 30 anos. A melhoria da qualidade de vida, dos direitos sociais, a melhoria dos salários. Prender Lula é aprisionar a esperança do povo brasileiro, a sua confiança, o seu sonho”, afirma a líder petista em vídeo postado nas redes sociais. 
Ela convoca a militância do partido, dos movimentos sociais e de toda a esquerda, para a campanha de esclarecimento que pretende demonstrar que a prisão de Lula seria um dos maiores retrocessos da democracia brasileira e “perversa” para o povo. 


Publicidade


Busca

Siga-nos

Acompanhe o Tribuna Livre nas Redes Sociais!

Notícias Recentes

Sincomércio recebe pauta para convenção coletiva da categoria


Comissão inclui alfabetização plena e leitura como objetivos da educação básica


Cármen Lúcia suspende novas regras de cobrança dos planos de saúde


Candidatos com mandato terão prioridade na distribuição do fundo eleitoral, dizem partidos


Ministério do Trabalho é invadido e tem salas reviradas


1