PT lança campanha de alerta para riscos à democracia e contra prisão de Lula


 A partir desta semana, o PT lança campanha, com material impresso e pelas redes sociais, de esclarecimento ao povo brasileiro sobre os motivos da perseguição ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ameaçado de ser preso, após julgamento dos últimos recursos no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4).
Em vídeo, a presidenta do PT, a senadora paranaense Gleisi Hoffmann, lembra que “a condenação do ex-presidente se dá sem que as investigações apontassem uma única prova de sua culpa pelas acusações e afirma que a perseguição a Lula faz parte do atual cerco à democracia e aos direitos dos trabalhadores promovido desde a concretização do golpe que levou Michel Temer ao poder. Vivemos tempos sombrios no Brasil. Não temos normalidade democrática, política e institucional.”
Além da falta da provas apontadas por especialistas, na decisão do TRF4 que endossou condenação do juiz Sérgio Moro, Gleisi cita que o cumprimento de pena após condenação em segunda instância divide a comunidade jurídica. “Até mesmo ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) defendem a necessidade de rever decisão tomada em 2016, que autoriza – mas não obriga – a execução da pena de prisão, após decisão confirmada em órgão colegiado”. 
Gleisi diz que Constituição brasileira é clara, e só autoriza a prisão de qualquer pessoa após o “trânsito em julgado” de sentença condenatória – quando a última instância da Justiça dá o seu veredicto sobre um determinado processo. “O último tribunal é o Supremo Tribunal Federal”, ressalta Gleisi.
Segundo a senadora, é “absurdo” quererem prender Lula. “Lula representa tudo de conquista que esse povo teve nos últimos 30 anos. A melhoria da qualidade de vida, dos direitos sociais, a melhoria dos salários. Prender Lula é aprisionar a esperança do povo brasileiro, a sua confiança, o seu sonho”, afirma a líder petista em vídeo postado nas redes sociais. 
Ela convoca a militância do partido, dos movimentos sociais e de toda a esquerda, para a campanha de esclarecimento que pretende demonstrar que a prisão de Lula seria um dos maiores retrocessos da democracia brasileira e “perversa” para o povo. 


Publicidade









 

Siga-nos

Acompanhe o Tribuna Livre nas Redes Sociais!

Notícias Recentes






1