PAT em PV ficará sem atendimento temporariamente

O Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT), órgão do Governo do Estado de São Paulo, ficará temporariamente sem atendimento em Presidente Venceslau. O motivo é a dispensa da funcionária comissionada da Prefeitura, por determinação da justiça. O órgão estadual funciona na cidade graças ao fornecimento, pelo município, de funcionário para executar serviço estadual. 
O PAT em Venceslau está instalado no prédio da Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Meio Ambiente (SEAAMA), no pátio da Fepasa.
O retorno das atividades ocorrerá assim que um novo funcionário passe pelo treinamento na Secretaria do Trabalho em São Paulo e que receba senha de acesso aos sistemas para emissão de Carteira de Trabalho e Seguro Desemprego.
O atendimento não tem data definida, uma vez que o curso depende de programação da Secretaria de Emprego do Estado. Nesse período, os usuários que dependem do Posto de Atendimento ao Trabalhador de Presidente Venceslau deverão se dirigir a Presidente Epitácio ou Presidente Prudente.
Os PATs têm por objetivo a busca de alternativas para a inserção dos trabalhadores no mercado de trabalho. São oferecidos os serviços de Intermediação de Mão de Obra, Habilitação ao Seguro-Desemprego e Emissão de Carteira de Trabalho e Previdência Social – CTPS. Nesses locais, as pessoas também podem se inscrever no Programa Estadual de Qualificação Profissional (PEQ) e no Programa de Apoio à Pessoa com Deficiência (PADEF). 
Posto do Incra
O Posto do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), órgão do Governo Federal que funciona dentro do Paço Municipal, também ficará sem atendimento temporariamente por dispensa do funcionário comissionado da Prefeitura
O retorno das atividades ocorrerá assim que um novo funcionário passe por treinamento e fique capacitado para exercer o cargo. Nesse período os usuários que dependem do serviço terão que procurar uma outra alternativa fora de Presidente Venceslau.
Para os assentados, o órgão presta os serviços de consulta pública ao beneficiário, atualização cadastral, declaração de assentado e liquidação de dívida. E ao proprietário rural presta os serviços de emissão de Certificado de Cadastro de Imóvel Rural (CCIR), declaração para cadastro rural, Sistema de Gestão Fundiária (SIGEF) e emissão de comprovação de atividade rural. 
(Com Assessoria de Imprensa)


Publicidade









 

Siga-nos

Acompanhe o Tribuna Livre nas Redes Sociais!

Notícias Recentes






1