Instituto de meteorologia prevê janeiro mais seco na região de Pres. Prudente

Tradicionalmente, o mês de janeiro apresenta grande quantidade pluviométrica (de chuvas). Porém, 2019, conforme o instituto de meteorologia Climatempo, a região de Presidente Prudente terá incidência de chuvas um pouco abaixo da média – de 218 milímetros. 
A expectativa é que chova menos da metade que o mesmo período de 2018, que teve chuvas quase duas vezes mais que o esperado. “Não é normal chover tanto, no ano passado isso se explicou pela influência do fenômeno La Niña, agora é resultado a influência do El Niño fraco”, cita o Climatempo.
 El Niño e La Niña são fenômenos de escala planetária que interferem no clima de muitos países, em alguns benéficos em outros não. No Brasil, conforme explica o Climatempo, em anos como esse de possível El Niño, o Nordeste sofre mais com a seca, por exemplo. “A tendência realmente é que as temperaturas subam, o verão tende a ser muito mais quente do que no ano passado, a sensação mais forte de calor permanece durante a estação”, ressalta.
Ainda conforme o instituto, na região Sudeste do Brasil, janeiro e, principalmente, fevereiro, tendme a ter picos de temperatura mais elevados. “Ondas de frio que apareceram até o início de dezembro agora não surgem mais, em fevereiro haverá diminuição drástica das chuvas e em janeiro de forma geral”, informa. A umidade retoma na região Sudeste apenas em março, porém o Climatempo ressalta que as chuvas ficarão dentro da média esperada para o mês. “Será um verão com um pouco de chuva e calor”, conclui.
Apesar da baixa, o instituto reforça que a região irá ganhar episódios chuvosos com maior intensidade no final do mês de janeiro. “O verão será marcado por sol, calor e pancadas de chuva, o calor tende chamar a atenção da população neste verão”, expõe.


Publicidade










 

Siga-nos

Acompanhe o Tribuna Livre nas Redes Sociais!

Notícias Recentes





Sono secular


1