O lançamento de “Sons da Alma”

Foi uma festa linda! Salão do Rotary Clube decorado com simplicidade, música ambiente, quase todos os escritores presentes, muitos sorrisos e muitos abraços. 
Surpresas muito agradáveis: houve um comparecimento quase completo dos autores residentes em Presidente Venceslau, mas, ficamos impressionados pela presença de nossos acadêmicos “que vieram de longe”: de Presidente Epitácio, nosso Acadêmico Dr Godoy Moroni; de Presidente Prudente, nossos queridos Acadêmicos Dr Zelmo Denari e Sr Altino Correia, e de muito mais longe, de Tatuí, nosso respeitável  Acadêmico Dr Raymundo Farias de Oliveira.
Essas quatro presenças tão gratas se somaram aos demais participantes da Coletânea, a turma “de casa”: Ada Roque, Alberto Pimenta de Oliveira, Aldora Maia Veríssimo, Edgar Franco Rodrigues da Motta, Hélia Jorge Assad, Inocêncio Erbella, José Milton Gonçalves, José Roberto Dantas Oliva, Klaison Simeoni, Luciano Esposto, Maria Ângela D’Incao, Maria Antonia Soares, Paulo Francis Jr, Salvador Lopes Jr, Sônia Maria Vanalli Marques e Tácito Cortes de Carvalho e Silva.
Algumas ausências foram sentidas: há quem não more mais em Venceslau, há quem esteja morando no exterior, há os que por motivo de força maior não puderam comparecer e há ainda, duas de nossas escritoras que já nos deixaram: Anita Neves e Arlinda Garcia de Oliveira Marques, esta representada, no evento, por sua filha Ivyanne.
Cada escritor com seus convidados (amigos e familiares) puderam apreciar boa música, dança e performances antes do momento marcante do autógrafo. O sorriso brincando nos lábios de todos foi a tônica da noite. Um ambiente de amizade, respeito e carinho, sentimentos expressos por uma alegria contagiante e por um clima descontraído. Fez-se uma perfeita integração entre o clássico, a sempre valiosa palavra escrita, e o moderno, celulares posicionados o tempo todo em selfies e registros de situações e de rostos amigos e/ou dignos da admiração dos presentes.
Houve reencontro de pessoas que não se viam há muito tempo, houve a felicidade de “ex alunos” diante de seus “velhos mestres”, e houve, certamente o estreitamento de laços de amizade entre os próprios acadêmicos, o despertar de respeitos profundos por dividir o mesmo espaço com “ídolos” (no bom sentido), e afagos na alma de todos os escritores por se sentirem prestigiados, acarinhados e reconhecidos pela nobre tarefa de escrever, expondo corajosamente, verdades, pensamentos, conceitos e crenças, posicionamentos, incoerências e fragilidades. 
Houve, também, uma grata surpresa: foi-nos apresentado um talentoso escritor mirim chamado Nícolas Nunes Teodoro, que já produziu duas obras infantis.
Uma solenidade simples, mas muito afetuosa, iniciada pelas melodiosas notas do Hino Nacional seguido do Hino a Presidente Venceslau, pelo entendimento prevalecente de que é preciso amar e respeitar o solo em que nascemos e vivemos.
Esse evento não aconteceria se não tivesse havido a concomitância de variados esforços: a cessão do salão do Rotary Clube, cujo Presidente é o Capitão do Exército Marcos Roberto Maia do Nascimento, a parceria com a Secretaria de Educação Municipal com o empréstimo de cadeiras e do som e, principalmente, o apoio de todos os acadêmicos: em ideias, em ações e desempenho de tarefas, em força física, em parceria financeira, em ajudar a planejar para evitar erros e contratempos, em companheirismo e apoio moral.
Enfim, a obra “Sons da Alma”, com a participação de 29 escritores, 46 textos, um excelente trabalho gráfico e uma irretocável correção linguística (Professor José Milton Gonçalves) é um livro para pessoas “de alma já formada” e que saibam valorizar essa iniciativa tão elogiável, numa cidadezinha do interior, onde uma plêiade de “homens de boa vontade” deram-se as mãos para caminhar na contramão da barbárie que assola a sociedade contemporânea: ler e escrever, estimular a formação de leitores, promover cultura e abastecer corações e almas “já cansados de sofrer”. Embora digam que “tudo passa, tudo passará”, sabemos que a palavra escrita permanece “ad aeternum”. A Coletânea, agora, é do leitor!
“O gosto pela escrita cresce à medida que se escreve.” (Erasmo de Rotterdam)
Ps: O livro “Sons da Alma” está à venda na Livraria Visão.
(*) Aldora Maia Veríssimo – Presidente da AVL (2018 – 2019)


Publicidade










 

Siga-nos

Acompanhe o Tribuna Livre nas Redes Sociais!

Notícias Recentes






1